Produtor brasileiro já pode utilizar controle biológico para combater o percevejo-marrom

Notícias

Produtor brasileiro já pode utilizar controle biológico para combater o percevejo-marrom

15 novembro 2019

A micro-vespa parasitoide Podisibug foi aprovada recentemente pelo Ministério da Agricultura e Pecuária

O percevejo-marrom (Euschistus heros) é uma praga que traz muitos prejuízos à agricultura brasileira, principalmente para a cultura da soja. Para combater este inseto de forma sustentável, preservando os inimigos naturais e o equilíbrio do ecossistema, o agricultor brasileiro passa a contar com a micro-vepa parasitoide Telenomus podisi que deposita seus ovos nos do percevejo, interrompendo o desenvolvimento da praga logo no início.

A Koppert, líder em controle biológico no Brasil e no mundo, teve o registro do Podisibug aprovado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para o controle do percevejo-marrom no final de novembro. “Atualmente, o percevejo marrom é uma praga de grande importância na cultura da soja, que só contava com opções químicas para o seu controle. Esta vespa favorece a diminuição populacional da praga e o aumento do número de inimigos naturais no campo”, explica o coordenador de Agrotóxicos e Afi ns do MAPA, Carlos Venâncio.

Predominante nas lavouras de soja do Centro-Oeste, esse inseto pode ocasionar danos irreversíveis à cultura, pois, para se alimentar, suga diretamente os grãos de soja, o que acarreta em menores produção e qualidade das sementes.

“O percevejo-marrom, se não controlado, pode causar prejuízos de até 30% do potencial produtivo. Estamos muito satisfeitos em poder oferecer ao produtor brasileiro essa opção mais sustentável para manejar uma praga tão preocupante”, orienta o diretor comercial da Koppert do Brasil, Gustavo Herrmann.

 

A aplicação do produto, se dá de forma segura e inovadora através de drones ou liberação manual, através de cartelas.

Assine nossa newsletter

Receba notícias da Koppert do Brasil na sua caixa de e-mail

Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pela Política de privacidade e Termos de serviço da Google.
Rolar para o topo