Medidas de prevenção para alergias a produtos

Da mesma forma que podemos ter alergia a gatos, pólen e ácaros domésticos, também é possível ser alérgico a substâncias naturais em produtos para ácaros predadores, ácaros alimentadores e de suplementação alimentar. Se você não tem alergias, mas está em contato estreito e prolongado com certas substâncias, poderia desenvolver uma alergia. Nesta página, existem recomendações sobre as medidas de prevenção que podem ser tomadas para evitar ou reduzir quaisquer reações alérgicas causadas pelo tipo de produtos mencionados acima.

De quais produtos estamos falando?

Estamos falando de produtos para ácaros predadores, ácaros alimentadores e de suplementação alimentar vendidos pela Koppert Biological Systems. Os ícones na embalagem do produto mostram as medidas de prevenção que podem ser tomadas para evitar possíveis reações alérgicas.

Evite a exposição por inalação e ingestão usando uma máscara.
Evite a exposição pela pele usando roupas de proteção que protejam braços e pernas.
Evite a exposição pela pele usando luvas.

Exposição e medidas de prevenção

Dependendo da forma que você é exposto(a) às substâncias desses produtos, existem medidas de prevenção específicas que podem ser tomadas:

Exposição por inalação e ingestão
Para evitar a exposição por inalação e ingestão, recomendamos o uso de equipamento respiratório com, no mínimo, um filtro P3, mas preferivelmente uma máscara facial completa com um filtro P3.

Exposição pela pele
Caso haja risco de exposição pela pele, recomendamos o uso de roupas de proteção que protejam braços e pernas (por ex., macacão descartável). Também recomendamos a proteção das mãos por meio de luvas.

Dispositivo de aplicação

Caso use um dispositivo de aplicação, evite o contato direto e certifique-se de que não haja ninguém no fluxo de ar direto do pulverizador.

Higiene

Depois de terminar o seu trabalho, retire as luvas, sapatos e roupas antes de retirar a máscara. Se possível, limpe as roupas e os sapatos no seu local de trabalho e não as leve para casa para evitar que os alérgenos e outras partículas se espalhem. Se lavar as roupas em casa, umedeça-as no trabalho e leve-as para casa em um saco plástico fechado. A umidificação das roupas no saco evita que os alérgenos e outras partículas se dispersem no ar ao abrir o saco.

Possíveis reações alérgicas e tratamento

Contudo, caso entre em contato com as substâncias dos produtos mencionados acima e você seja alérgico, é possível que apresente os sintomas relacionados à pele (pele vermelha e pruriginosa ou eczema alérgico), ao nariz (espirros, secreção ou prurido) ou aos olhos (prurido ou lacrimejamento).

Caso apresente sintomas e tenha alguma dúvida, entre em contato com o seu médico ou o serviço de saúde e segurança. Em uma situação que implique risco de vida, contate imediatamente os serviços médicos de emergência.

Combinação de fatores

O nível de sensibilidade varia para cada pessoa. Os problemas alérgicos podem ocorrer dentro de poucas semanas a partir do primeiro contato ou podem demorar anos para aparecer. Nem todas as pessoas que são expostas a alérgenos desenvolverão uma alergia. Não é fácil determinar na prática qual substância causará uma reação alérgica. Uma alergia também pode ser causada por outros desencadeantes, ou por uma combinação desses, do seu ambiente (pólen, farelos ou outras substâncias voláteis à sua volta). Seria necessário realizar um teste de alergias para determinar as substâncias que lhe causam alergia.

Estas informações destinam-se exclusivamente para fins informativos e não devem ser usadas para diagnosticar ou tratar um problema de saúde, por não se tratarem de um substituto do atendimento médico. Caso tenha, ou suspeite ter, um problema de saúde, consulte um médico.

Estas informações foram compiladas juntamente com o serviço de saúde e segurança "Arbodienst Perspectief".

Perguntas frequentes sobre alergias a produtos

De quais produtos estamos falando?

Estamos falando de produtos para ácaros predadores, ácaros alimentadores e de suplementação alimentar. Os ícones na embalagem do produto mostram as medidas de prevenção que podem ser tomadas para evitar possíveis reações alérgicas.

É perigoso trabalhar com os produtos mencionados acima?

Não, não é perigoso trabalhar com esses produtos biológicos. No entanto, caso seja sensível às substâncias naturais de um desses produtos, é possível que desenvolva uma alergia. Essa alergia pode ser comparada a uma alergia a gatos, pólen ou ácaros domésticos. Para evitar o desenvolvimento de uma possível alergia, recomenda-se tomar as medidas de prevenção apresentadas acima.

Eu trabalho com esses produtos. Isso significa que me tornarei alérgico?

Não, trabalhar com esses produtos não significa que você se tornará alérgico a eles. O nível de sensibilidade varia para cada pessoa. Nem todas as pessoas desenvolverão uma alergia.

As medidas de prevenção acima são obrigatórias?

Não, as medidas de prevenção listadas acima são recomendadas para evitar o desenvolvimento de uma possível alergia.

Um dos meus colegas esteve em contato com os produtos mencionados acima e apresenta os sintomas. O que devo fazer?

Neste caso, ou em casos semelhantes, entre em contato com o seu médico ou o serviço de saúde e segurança.

Eu trabalho com os produtos da Koppert listados acima e apresento os sintomas. Como faço para saber se os produtos estão causando os meus sintomas?

Não é fácil determinar na prática substância que está causando uma reação alérgica. Uma alergia também pode ser causada por outros desencadeantes, ou por uma combinação desses, do seu ambiente (pólen, farelos ou outras substâncias voláteis à sua volta). É necessário realizar um teste de alergias para determinar as substâncias que lhe causam alergias.

Eu tenho uma pergunta sobre as recomendações acima; quem eu devo contatar para falar sobre este assunto?

Caso tenha uma pergunta não relacionada à saúde, entre em contato com o seu consultor da Koppert.

Bibliografia

Arbo, R., Meern, D., de Rooij, A., Tamsma, P., en Longaandoeningen, K. C. A., Folgering, G. H., ... & Secretariaat, S. E. VEILIG WERKEN MET BIO-BESTRIJDERS.

de Groot, H. (2003). De prevalentie van beroepsallergie bij werkers in de paprikateelt. TBV–Tijdschrift voor Bedrijfs-en Verzekeringsgeneeskunde, 11(2), 47-52.

Van Toorenenbergen, A. W., & Dieges, P. H. (1984). Occupational allergy in horticulture: demonstration of immediate-type allergic reactivity to freesia and paprika plants. International Archives of Allergy and Immunology, 75(1), 44-47.

Gisele Groenewoud, Occupational Allergy in Horticulture/Beroepsallergie in de glas- en tuinbouw, Rotterdam, 2004, ISBN 90-90 185 25-9.

Bælum, J., Enkegaard, A., Doekes, G., Skov, P. S., Kjærstad, M. B., & Sigsgaard, T. (2007). Health effects of predatory beneficial mites and wasps in greenhouses. Danish Environmental Protection Agency.

Assine nossa newsletter

Receba notícias da Koppert do Brasil na sua caixa de e-mail

Rolar para o topo