Diatraea saccharalis

Broca da cana-de-açúcar

Geral

É uma importante praga para as gramíneas de um modo geral, mas é considerada uma das principais pragas da cana de açúcar. Tem importância econômica nas culturas de arroz (Oryza sativa), cana de açúcar (Saccharum officinarum), milho (Zea mays), pastagens, sorgo (Sorghum bicolor) e trigo (Saccharum officinarum).

Aparência e ciclo de vida da Broca da cana-de-açúcar

Os ovos possuem formato oval e achatado e dimensões de aproximadamente 1,16 mm de comprimento por 0,75 mm de largura. A coloração varia do branco, no momento da postura, ao alaranjado até enegrecido no momento da eclosão, que se dá num intervalo de quatro a nove dias. A oviposição começa ao entardecer e continua durante a noite. Os ovos são colocados em agrupamentos em forma imbricada (em formato de escamas de peixe) em números que variam de 5 a 50 ovos. A lagarta é branca com a cabeça marrom e, de acordo com a estação do ano, pode exibir colorações diferentes. No verão pode apresentar manchas marrons e pelos robustos saindo das manchas. Já no inverno esses pelos saem de onde as manchas poderiam aparecer. Normalmente apresentam de cinco a seis instares, tendem a ficar agrupadas no cartucho das plantas e começam a se alimentar logo após a eclosão do limbo foliar ou em galerias na nervura central. O período larval médio é de 44 dias. As lagartas recém-eclodidas se alimentam do parênquima foliar e após a primeira ecdise, penetram no colmo pela sua parte mais tenra, próxima à bainha da planta, fazendo perfurações de baixo para cima. As pupas possuem de 16 a 20 mm de comprimento e tubérculos pontudos e proeminentes nos segmentos distais. A coloração é marrom-amarelada a marrom escuro, são formadas dentro das galerias criadas pelas larvas, as quais deixam apenas uma fina camada de tecido da planta, por um período variável de nove a 14 dias até emergir os adultos que são mariposas de coloração amarelada a marrom-amarelada. A envergadura dos machos é de 18 a 28 mm e das fêmeas de 27 a 39 mm. Ao longo da asa anterior existem inúmeras linhas de coloração marrom e possuem hábito noturno.

Sintomas e danos

As lagartas formam galerias no interior do colmo gerando falhas na germinação e perda de peso. Quando essas galerias são circulares, pode acarretar em tombamento da cultura. A seca dos ponteiros, sintoma conhecido como coração morto principalmente nas plantas mais novas, quebras dos colmos, plantas com desenvolvimento reduzido, menor número de colmos. As galerias abertas pelas lagartas também servem de entrada para inúmeros fungos que causam podridão, diminuindo a pureza e o rendimento do açúcar.

Como controlar a Broca da cana-de-açúcar?

A Koppert fornece diversas soluções para o controle biológico da praga Broca da cana-de-açúcar.

Entre em contato com um especialista da Koppert

Koppert Biological Systems

Thanks for your request!

Something went wrong, please try again

Quer saber mais sobre nossa empresa e produtos? Entre em contato com um dos nossos especialistas.
Produzimos produtos e soluções para agricultores

Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pela Política de privacidade e Termos de serviço da Google.
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pela Política de privacidade e Termos de serviço da Google.

Assine nossa newsletter

Receba notícias da Koppert do Brasil na sua caixa de e-mail

Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pela Política de privacidade e Termos de serviço da Google.
Rolar para o topo