Pratylenchus zeae

Nematoide-das-lesões-radiculares

Geral

São nematoides mundialmente reconhecidos como um dos maiores problemas em culturas de grande importância econômica, como, por exemplo, soja, milho, algodão, feijão, café, cana-de-açúcar, além de diversas forrageiras, hortaliças e frutíferas. Ocupam o segundo lugar em relação aos impactos econômicos mundiais e nacionais. É a espécie de nematoide mais importante para a cultura do milho descrita no Brasil, em função da patogenicidade e de sua distribuição e da alta densidade populacional. São comuns em regiões tropicais e subtropicais sendo endoparasitas que se movem entre solo/raízes. As fêmeas são partenogenéticas, depositam seus ovos no solo ou na planta hospedeira sendo os indivíduos machos raros. A temperatura, umidade, disponibilidade de matéria orgânica, microrganismos presentes e granulosidade do solo são fatores que afetam a população.

Ciclo de vida das Nematoide-do-lesões-radiculares

O ciclo de vida é simples e relativamente rápido, normalmente ocorrem várias gerações em uma única safra da cultura hospedeira. Altas populações podem ser detectadas nas raízes infectadas, logo no início do ciclo da cultura. A fêmea deposita os ovos no interior das raízes ou no solo próximo à superfície das raízes (postura isolada, sem formação de massa de ovos). Em média, cada fêmea produz 80  a 150 ovos durante toda a vida. O tempo necessário para completar o ciclo de vida é de 3 a 4 semanas (em média), porém varia muito, dependendo principalmente da temperatura, da umidade, da espécie da planta hospedeira. Possuem corpo cilíndrico, extremidade da cauda lisa. Diferenciação desta espécie pode ser feita microscopicamente. Os indivíduos apresentam posição característica da vulva; 3 anéis na região labial, bem como, anelações incompletas na mesma área; placa labial indivisa.

Sintomas e Danos

As injúrias causadas por Pratylenchus zeae no sistema radicular da plantas infestadas tornam as raízes engrossadas e menos eficientes na absorção de água e nutrientes da solução do solo podendo apresentar, também, pequenas galhas. Consequentemente, uma planta parasitada tem seu crescimento reduzido, apresenta sintomas de deficiências minerais e produção reduzida. Plantas de milho atacadas apresentam a sua parte aérea enfezada e clorótica, sintomas de murcha durante os dias quentes, com recuperação à noite, espigas pequenas e mal granadas. Esses sintomas dão à cultura do milho uma aparência de irregularidade, podendo aparecer em reboleiras ou em grandes extensões. Também pode ocorrer Nanismo na planta inteira, menor número de brotações e subdesenvolvimento. Os tubérculos têm tamanho reduzido, estrias necróticas e pústulas na casca que levam a lesões no córtex. Os tubérculos afetados, quando armazenados, murcham e desenvolvem podridão. Em milho e sorgo também surgem cavidades nas raízes. Em cana, as lesões na raiz assumem coloração vermelha dentro do córtex. Desempenha papel importantíssimo no declínio produtivo da cana-de-açúcar, que é caracterizado pela diminuição da capacidade de produção de açúcar  por hectare colhido. Reduz a densidade, comprimento e peso de raízes; menor número de brotações e perfilhos.

Como controlar o Nematoide-do-lesões-radiculares?

  • A utilização de cultivares resistentes
  • A rotação de cultura com espécie botânica não hospedeira do nematóide também é recomendada.
  • Crotalaria juncea possui alto potencial de multiplicação de Pratylenchus spp., enquanto que a rotação com mucuna preta (Mucuna aterrima) diminui as populações iniciais de Pratylenchus spp.
  • Controle Biológico

Como prevenir o Nematoide-do-lesões-radiculares

Arar a terra, realizar pousio, retirada de restos culturais. Rotação de culturas, com plantas antagonistas como Cajanus cajan e Crotalaria spectabilis, entre outras. Utilizar material de propagação sadio. Tratamento térmico em tubérculos infectados. A utilização de cultivares resistentes, a rotação de cultura com espécie botânica não hospedeira do nematóide também é recomendada. Limpeza de maquinário agrícola é de extrema importância para evitar dispersão.

Entre em contato com um especialista da Koppert

Koppert Biological Systems

Thanks for your request!

Something went wrong, please try again

Quer saber mais sobre nossa empresa e produtos? Entre em contato com um dos nossos especialistas.
Produzimos produtos e soluções para agricultores

Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pela Política de privacidade e Termos de serviço da Google.
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pela Política de privacidade e Termos de serviço da Google.

Assine nossa newsletter

Receba notícias da Koppert do Brasil na sua caixa de e-mail

Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pela Política de privacidade e Termos de serviço da Google.
Rolar para o topo