Rhizoctonia spp.

Podridão de raízes

Geral

O desenvolvimento da doença causado por Rhizoctonia spp., é favorecido por condições de alta umidade do solo. Sementes contaminadas, solo infestado, água, vento e implementos agrícola são maneiras de disseminação deste patógeno.

Ciclo de vida da Podridão de raízes

As condições ideais para o desenvolvimento do patógeno são temperaturas entre 9,0 e 27 °C e alta umidade relativa. Ferimentos no sistema radicular, principalmente os ocasionados por nematoides, facilitam a penetração do fungo. Em condições favoráveis desenvolvem-se sob a forma de hifas, esporângios, zoósporos, oósporos e escleródios. Em condições adversas sobrevive através de estruturas de resistência como oósporo e escleródio. A infecção acontece quando as hifas penetram nos tecidos vegetais diretamente ou através de ferimentos. A partir daí ocorre a colonização nos tecidos e a reprodução do patógeno.

Sintomas e Danos

O ataque do fungo causa podridão das raízes e dos tecidos tenros da base do caulículo, próximo ao nível do solo, provocando a morte da plântula.

Como controlar a Podridão de raízes?

  • Utilizar semente sadias.
  • Rotação de culturas com plantas não hospedeiras.
  • Evitar locais úmidos.
  • Tratamento das sementes.
  • Controle biológico.

Como prevenir o Podridão de raízes?

  • Não plantar em solos compactados ou sujeitos a encharcamentos.
  • Usar sementes sadias e substrato livre do patógeno.
  • Evitar locais e épocas favoráveis à doença.
  • Adotar uma densidade adequada de plantas.
  • Controlar a irrigação.

Entre em contato com um especialista da Koppert

Koppert Biological Systems

Thanks for your request!

Something went wrong, please try again

Quer saber mais sobre nossa empresa e produtos? Entre em contato com um dos nossos especialistas.
Produzimos produtos e soluções para agricultores

Assine nossa newsletter

Receba notícias da Koppert do Brasil na sua caixa de e-mail

Rolar para o topo