Macrophomina phaseolina

Podridão de carvão

Geral

Macrophomina phaseolina é um fungo comum das regiões mais quentes, responsável pela podridão de carvão. Tem uma gama muito vasta de culturas hospedeiras, muitas das quais são importantes do ponto de vista econômico.

Ciclo de vida e aspecto da podridão de carvão

Os fungos sobrevivem no solo e nos resíduos da plantação como microesclerócios. Nos caules de milho, foi relatada uma sobrevivência até 1,5 anos. A densidade dos microescleródios no solo está diretamente relacionada com a incidência da doença.

Dentro de 24 horas, o fungo infecta as raízes da planta hospedeira através da penetração direta nos tubos germinais. Nos dois dias seguintes, aparecem manchas necróticas nas raízes e o fungo se espalha no córtex e no tecido vascular. Nos tecidos infectados da planta hospedeira, formam-se novos pontos esclerócios. O enfezamento, queda das folhas ou da planta inteira podem ocorrer quando os tecidos condutores ficam bloqueados.

A dispersão da doença ocorre praticamente apenas através dos microescleródios e não por conídios. Os microesclerócios podem ser dispersos através de partículas de terra nos equipamentos, pessoas, materiais de embalagem, etc. Os fungos podem ser transferidos para as sementes, mas isto não é considerado uma fonte principal de infecção.

Temperaturas acima dos 32°C ou secas são as condições ideais para este fungo. Assim, este problema não afeta as culturas nos campos das regiões temperadas.

Sintomas e danos

Nos morangos, este agente patogênico causa apodrecimento das folhagens, descoloração das plantas e secagem e morte das folhas mais antigas. As folhas centrais mais jovens, costumam permanecer intactas e verdes. Os primeiros sintomas são descobertos mais frequentemente quando as plantas estão bem estabelecidas e após as mesmas começarem a dar frutos ou após estarem sujeitas a estresse. As plantas severamente infectadas caem e morrem. Quando a coroa é cortada, podem ser vistos sintomas internos, tais como descoloração do tecido vascular e do córtex (camada de tecido exterior) que se torna castanho-alaranjada até castanho escura. Ao cortar as raízes, pode-se ver a mesma descoloração dos tecidos internos das raízes principais.

Na maior parte das plantações, lesões necróticas das raízes são os primeiros sintomas, seguidos por apodrecimento, queda de folhas e queda da planta na sua totalidade.

Como prevenir a podridão de carvão?

  • Plante em campos que não tenham tido histórico desta doença
  • Utilize material livre de doenças
  • Efetue rotação de cultura com culturas não-hospedeiras para reduzir os inóculos no solo
  • Reduza o estresse das plantas através de uma boa irrigação e fertilização

Evite as doenças das plantas melhorando o potencial das mesmas e a resistência das plantações.

Entre em contato com um especialista da Koppert

Koppert Biological Systems

Thanks for your request!

Something went wrong, please try again

Quer saber mais sobre nossa empresa e produtos? Entre em contato com um dos nossos especialistas.
Produzimos produtos e soluções para agricultores

Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pela Política de privacidade e Termos de serviço da Google.
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pela Política de privacidade e Termos de serviço da Google.

Assine nossa newsletter

Receba notícias da Koppert do Brasil na sua caixa de e-mail

Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pela Política de privacidade e Termos de serviço da Google.
Rolar para o topo