Thanatephorus cucumeris

Mancha aurelada

Geral

Thanatephorus cucumeris foi conhecido durante muito tempo sob o nome de Rhizoctonia solani, o estágio vegetativo (anamórfico). Durante muito tempo, acreditava-se ser um fungo estéril, mas recentemente descobriu-se que o fungo produz basidiósporos. Estes esporos não possuem papel epidémico ou na dispersão dos fungos, apenas o micélio é importante neste contexto.

Thanatephorus cucumeris é um fungo muito persistente que habita o solo. Este fungo hiberna como micélio ou escleródio no solo e em restos culturais. Também é transportado pelas sementes.

O fungo thanatephorus cucumeris provoca doenças como o míldio, apodrecimento da raiz, e a Crosta-Preta.

Ciclo de vida e aspecto do Thanatephorus cucumeris

O micélio infeta a planta através de ferimentos ou estômatos, mas também diretamente através da cutícula após a formação de um coxim de infecção. A dispersão da doença ocorre através da chuva, água, maquinário e ferramentas, e partículas do solo ou movimento de partes das plantas. O fungo cresce de planta para planta, partindo do solo para cima, até as partes inferiores da planta serem infectadas primeiro. Normalmente, as plantas que estão crescendo bem são menos suscetíveis. A temperatura ideal para infecção fica entre 15 e 18°C, mas a infecção também ainda ocorre a 35°C. A doença é mais severa se o solo possuir um alto nível de umidade.

Nas partes infectadas da planta , estão visíveis tanto micélio como novos esclerócios. Estes caem da planta e penetram no solo, aumentando a densidade de patogênicos no solo para a cultura seguinte. O micélio cresce e se desenvolve de forma típica, com os ramos a 90°. Esta característica torna o fungo mais facilmente identificável sob o microscópio.

Dentro do fungo, distinguem-se 12 diferentes grupos de anastomose. Quando 2 hifas de Thanatephorus cucumeris se cruzam, 2 reações diferentes são possíveis. Hifas do mesmo fuso de anastomose. Quando hifas de fusos/grupos diferentes se cruzam, as células ao redor do local de fusão morrem. Para complicar ainda mais esta situação, distinguem-se ainda subgrupos dos vários grupos de anastomose. Os vários grupos são mais ou menos específicos em relação à patogenicidade dos diversos grupos de acolhimento.

Nem todos os isolados são patogênicos, muitos são habitantes do solo puramente saprófitos.

Sintomas e danos

Os sintomas causados pelo Thanatephorus cucumeris dependem do tempo de infecção. Regra geral, o fungo causa sintomas em todas as partes das plantas que se encontrem dentro ou perto do solo. As infeções precoces das pontas das raízes que ainda estejam em crescimento imediatamente após germinar, causam a morte (queda) das mudas , tanto antes como após o florescimento. O sintoma típico da infecção das raízes é que a raíz principal se reduz a um só fio. Lesões castanho-avermelhadas ocorrem na raiz imediatamente abaixo da superfície do solo. Em seguida, forma-se um colar branco de micélio fúngico na base do caule. Este apodrecimento pode ser resultante da infecção das raízes ou da infecção direta da base. O fungo também poderá infectar partes de plantas que estejam em contato com o solo, e, a partir daí, poderá desenvolver-se na vertical. As lesões são castanhas e o apodrecimento dos frutos é castanho, úmido e profundo. A infecção tardia faz com que as folhas do topo se enrolem. Os frutos permanecem firmes. A doença também poderá surgir após armazenamento. Os tubérculos da batata apresentam uma camada grosseira (Crosta-Preta). Os sintomas poderão variar conforme as plantações.

Nas áreas afetadas, poderão estar visíveis escleródios, que poderão também variar em tamanho e cor, não sendo uma boa ferramenta para determinar a causa da doença.

Como prevenir o Thanatephorus cucumeris?

  • Esterilize o solo ou o substrato (com produtos químicos ou com calor)
  • Utilize materiais de propagação limpos e sementes desinfetadas
  • Desinfete a água de recirculação e as ferramentas nas estufas
  • Escolha plantações menos vulneráveis
  • Retire resíduos da plantação
  • Certifique-se que a plantação cresce de forma regular e que a fertilização é equilibrada e adequada
  • Evite plantar/semear muito cedo na estação, quando o crescimento é lento

Evite as doenças das plantas melhorando o potencial das mesmas e a resistência das plantações.

Entre em contato com um especialista da Koppert

Koppert Biological Systems

Thanks for your request!

Something went wrong, please try again

Quer saber mais sobre nossa empresa e produtos? Entre em contato com um dos nossos especialistas.
Produzimos produtos e soluções para agricultores

Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pela Política de privacidade e Termos de serviço da Google.
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pela Política de privacidade e Termos de serviço da Google.

Assine nossa newsletter

Receba notícias da Koppert do Brasil na sua caixa de e-mail

Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pela Política de privacidade e Termos de serviço da Google.
Rolar para o topo