Fusarium spp.

Dry rot, fusarium wilt

Geral

Fusarium spp.  se desenvolve em temperatura entre 15º e 25ºC e alta umidade relativa. A umidade relativa mais baixa pode retardar a infecção e o desenvolvimento da doença. A penetração do fungo ocorre por ferimentos na raiz ou penetração direta. O fungo sobrevive nos restos culturais sob a forma de micélio ou conídios, e sob a forma de clamidósporos no solo.

Ciclo de vida do Fusarium spp.

Condições favoráveis para desenvolvimento do patógeno: temperatura entre 15º e 25ºC e alta umidade relativa. Umidade relativa mais baixa pode retardar a infecção e o desenvolvimento da doença. São inoculados através da semeadura ou plantio em solos infestados. A penetração ocorre por ferimentos na raiz ou penetração direta. A reprodução das hifas acontece em condições favoráveis. Aparecem, então, os sintomas iniciais da podridão que posteriormente causa a morte da planta. O fungo sobrevive nos restos culturais sob a forma de micélio ou conídios, e sob a forma de clamidósporos no solo.

Plantas hospedeiras

Tomate (Solanum lycopersicum), ervilha (Pisum sativum), feijão (Phaseolus vulgaris), mamão (Carica papaya), soja (Glycine max), café (Coffea arabica), algodão (Gossypium), entre outras.

Como controlar o Fusarium spp?

Atenção:

Você está no site Koppert do Brasil.
O conteúdo deste site é destinado a agricultores e demais profissionais do setor agrícola.